Atendimento clínico



Terapia

O processo psicoterapêutico envolve uma abordagem focal, em que o profissional irá atender à necessidade de quem o procura. Estamos inseridos em um contexto cotidiano em que os conflitos, dificuldades, problemas, crises e estresse; estão presentes o tempo todo. Parte deles conseguimos absorver e resolver, outra parte não, estes geram estados emocionais alterados: ansiedade, angústia, tensão, preocupação, nervosismo, irritabilidade, fadiga, enfim condições desfavoráveis para a própria rotina do dia a dia.


Diante destas condições comumente as pessoas chegam ao consultório com queixas como:
- ansiedade elevada
- irritabilidade
- desmotivação
- confusão mental (a pessoa se sente perdida, sem rumo, não sabe o que fazer)
- apatia
- depressão
- cansaço constante
- tensão corporal
- dificuldade na interação social, profissional ou familiar
- dificuldade no relacionamento conjugal
- retração
- insegurança
- percepção de si negativa (autoestima rebaixada)

- dificuldades sexuais

 

A ajuda profissional será importante pois, mesmo que as pessoas tenham uma boa percepção do que esteja acontecendo, não significa que irá resolver tal situação, o terapeuta trabalhará no sentido de ser um facilitador para que isso ocorra.

 

A terapia pode ser feita de forma:

 

Individual: em que o foco será nas dificuldades que a pessoa esteja enfrentando e como superá-las.

 

Com Casal: na qual a abordagem focará nas questões que envolvem a dificuldade do relacionamento entre o par.

 

Em Grupo: é constituído por pessoas com dificuldades frente a temáticas comuns.